DIA DO LIXO, FUNCIONA OU NÃO?

A dieta é definida por uma alimentação balanceada e que forneça todos os tipos de nutrientes que o corpo precisa. Deve haver o consumo de proteínasfrutas e verduras, mas também de fontes de proteínas, açúcar e gorduras. Desta forma o caminho para ter um cardápio saudável é equilibrar e controlar todos os tipos de alimento.

Quando você faz uma dieta e ingere um número pequeno de calorias, o seu organismo entende que, como não está tendo uma reposição muito grande de energia, deve poupar e então começa a trabalhar mais lentamente. Isso acontece devido à redução dos níveis de Leptina (agente regulador de fome e metabolismo do organismo), com isso, você queima menos calorias. Por mais que haja um grande acúmulo de gordura corporal, as células do tecido adiposo já estão esgotadas. Há uma queda do metabolismo e consequentemente redução da queima de gordura corporal.

 O dia do lixo serve para “enganar” o organismo, dando a ele um número maior de calorias e mostrando que ele pode acelerar o metabolismo novamente. No momento que você ingere uma quantidade maior de calorias em relação ao que estava consumido nos outros dias, o corpo percebe que não corre o risco de faltar energia e pode retornar a ser mais rápido.

Na realidade, esta prática do dia do “lixo” envolve muito mais a parte psicológica do que a parte física do corpo. Seria como um “prêmio” por ter seguido a dieta restrita durante toda a semana. Porém, devemos ficar atentos à expectativa gerada antes do “grande dia” em consumir alimentos ricos em açúcar e gordura, pois pode facilmente ocorrer grandes exageros, que levam ansiedade, podendo causar até sérios transtornos alimentares.

Esse dia pode funcionar se você tiver controle, como em todos os outros dias da dieta. Você pode, sim, colocar tudo a perder se consumir calorias de forma exagerada nesta data. Mesmo no dia livre, tudo deve ser consumido na medida certa. Assim, você chega com segurança ao seu peso ideal e a uma educação alimentar e o bom relacionamento com o alimento para uma vida toda.
Quando indico as “refeições livres” normalmente aumento a quantidade dos alimentos que o paciente já consome e acrescento alguma guloseima em pequena quantidade.

Sendo assim, é claro que “escapulir” da dieta é normal, nos ajuda a manter a vida social e a não virarmos refém da nossa alimentação, por isso também faz parte da vida saudável. Mas sempre com cautela para não tornar desta “escapulida” um evento, e acabar levando a atos de compulsão.
Para decidir se o dia do lixo é bom ou não, você terá que avaliar qual é o objetivo da sua dieta. É para aumentar a massa muscular e perder gordura? É para reduzir ou controlar o peso? É indicado que você tenha o acompanhamento de uma nutricionista, para auxiliar e indicar qual é o melhor método para obter os resultados que você quer.

Nutricionista Carina Melo

nutricao esportiva, nutricao para o surf, nutricionista carina melo

– Pós-graduada em Nutrição Clínica – Centro Universitário São Camilo;
– Pós-graduanda em Nutrição Esportiva Funcional – Instituto VP Consultoria Nutricional;
– Curso de Extensão Universitária em Cozinha Italiana – Senac parceria Alma – La Scuola Internazionale di Cucina Italiana – Itália – 2013;
– Graduada em Tecnóloga em Gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi – 2012;
– Graduada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo – 2009.

Contato: 11 98512-7097/ 3876-4440

Deixe seu comentário =)

Comentários