Técnicas corporais para evolução no Surf

Há algumas semanas, começamos a abordar mais sobre práticas que ajudam para evolução nos esportes, no meu caso, mais especificamente no Surf.

Quando comecei a praticar o Método DeROSE eu ainda não surfava, um dos motivos é porque eu tinha trauminhas que adquiri entrando em qualquer mar, com qualquer prancha, sem nenhum conhecimento (devido a este motivo fizemos uma MATÉRIA explicando tudo a esse respeito com o nosso Shaper Tiago Corrêa da Reaction Surfboards) e com isso, fui me tornando uma pessoa medrosa.

Após um ano de prática, voltei a surfar e encarei todos esses medos, isso porque meu psicológico foi tão bem tratado com as técnicas do Método que eu consegui realmente deixar a frustração que tinha e SURFAR DE VERDADE!

Uma das coisas que mais sinto a diferença quando estou no mar é a questão do cansaço, dificilmente eu fico cansada, isso porque tenho técnicas respiratórias que me trazem tanta vitalidade que eu só saio do mar quando tenho fome ou meu esforço físico atingiu o limite, muitas vezes faço 3 quedas por dia e a noite ainda consigo sair com a galera!

O motivo de falar tudo isso é porque eu realmente compro o Método DeROSE e a sua infinidade de ensinamentos, as técnicas são realmente funcionais e fazem a diferença em vários setores da vida, isso não acontece apenas comigo, acontece com todos os praticantes!

Pois bem, infelizmente, ou felizmente, são tantos os conhecimentos, que nunca vou conseguir escrever sobre todos eles, você realmente terá que experimentar… mas para mostrar um pouquinho, vou passar a dar algumas dicas de ásanas (posições que usamos) que fortalecem os músculos que são muito usados para a prática de esportes com pranchas.

Só para você ter uma idéia, são mais 2000 variações que podemos usar, se combinadas com conhecimento, vão te render evoluções muito grandes.

Neste primeiro POST, treinei uma sequência simples (exceto o último ásana que exige mais eixo e força muscular) que ajudam a fortalecer a musculatura CORE, região muito usada para o Surf pois é considerada o centro de desenvolvimento de força do corpo.

O “core” é formado pelos músculos: transverso abdominal, oblíquo interno e externo, multífidus, eretor da espinha, ílio-psoas, bíceps femoral, adutor, glúteo máximo e reto abdominal. Pode também ser descrito como uma estrutura que envolve a coluna vertebral, região abdominal, cintura escapular e cintura pélvica.

No Surf o “core” deve estar sempre bem treinado para que haja uma maior eficiência dos movimentos de rotação e retomada de equilíbrio durante as manobras.

músculos da core, core, musculatura core

Um erro muito comum daqueles que querem evoluir no Surf é o de usar aparelhos para fortalecimento da musculatura ao invés do peso do próprio corpo.

Existem muitos músculos pequenos ao redor das articulações,que estabilizam e dão assistência aos músculos principais, além de manter a postura. Estes músculos são fortalecidos através de movimentos usados com o próprio peso corporal que desafiam o sistema nervoso específico para o Surf.

Quando surfamos, usamos o nosso corpo por inteiro e fazendo exercícios com o próprio peso, estamos mantendo o equilíbrio e a flexibilidade ao mesmo tempo.

Pois bem, essa série abaixo, é importante ser feita com permanência de pelo menos 30 segundos para cada lado, quanto mais tempo você permanecer, melhor, isso porque a permanência é um exercício importantíssimo de isometria para os músculos:

 

Método DeROSE
Agende uma visita:
Atendimento de segunda a sexta, das 10h às 20h
11 2675-0878
analiafranco.sp@metododerose.org

Deixe seu comentário =)

Comentários