TASMÂNIA – VOCÊ Vestindo a Alma por Nicole Morelli

Um lugar recheado de aventuras e surpresas.

A Tasmânia é uma ilha localizada no Sul da Austrália e muito conhecida por seus inúmeros parques nacionais, cada um com sua beleza particular. Montanhas, cidades, praias, cavernas… e um céu único!

O acesso a ilha se dá por avião ou por um fairy (balsa) de 11 horas para aqueles que carregam muita bagagem e pretendem ir de carro.

À princípio, a minha viagem a Tasmânia foi planejada em função do SURF. Carregamos nosso carro com equipamento completo de camping,  pranchas de surf, long john (porque a água do mar é ”Freezing”), botas específicas para trilhas, roupas de praia e até roupas impermeáveis para chuva/neve* (É, rolou de tudo!), embarcamos em uma grande aventura…

tasmânia, dicas da tasmânia, viagem para a tasmânia, o que fazer na tasmânia
Preparatório da Bagagem

tasmânia, dicas da tasmânia, viagem para a tasmânia, o que fazer na tasmânia
Fairy

Assim que chegamos na cidade de Hobart, a capital da Tasmânia, onde localiza-se o museu de Port Arthur e outras atrações históricas, fomos ao supermercado fazer compras  para o nosso acampamento e dormimos cedo para que pudéssemos partir logo pela manhã ao nosso primeiro destino:  A Península da Tasmânia.

Roaring beach foi o lugar que nos acomodou. Paramos para ver as ondas e decidimos ficar por alí mesmo. Montamos nossas barracas e já fomos à primeira queda.

tasmânia, dicas da tasmânia, viagem para a tasmânia, o que fazer na tasmânia

A sensação de surfar envolta por formações rochosas, como falésias, foi incrível!  E a vista de dentro do mar era sempre a mais bonita, o que me fazia não querer sair dele.

Confesso que saímos devido à  uma necessidade séria, chamada: comida! Hahaha

Então voltamos à barraca e preparamos um almo-janta reforçado, baseado em  legumes  e  grãos, ideal para nutrir o corpo e repor as energias.  Tínhamos todo o equipamento necessário para cozimentos, como fogão portátil, gás, panelas e, é claro, uma fogueira,  que nos aquecia e nos ajudava a fornecer  alimento à noite.

tasmânia, dicas da tasmânia, viagem para a tasmânia, o que fazer na tasmâniaPreparatório para o Almoço

A única coisa que fazia falta era o banho quentinho. Tínhamos a imensidão do mar como nosso banho e um galão preto, onde colocávamos água doce e deixávamos exposto ao sol para que aquecesse. Mas a hora que chegávamos, a água já estava fria novamente.

No dia seguinte, fomos conhecer um dos picos de surf mais irados que eu já vi na minha vida, chamado “The Remarkable Cave”. O nome já diz tudo:  ”A extraordinária caverna”, que é o único acesso que você tem ao mar.

tasmânia, dicas da tasmânia, viagem para a tasmânia, o que fazer na tasmânia

tasmânia, dicas da tasmânia, viagem para a tasmânia, o que fazer na tasmânia

Na península, há também um dos picos mais perigosos de surf do mundo, Shipstern Bluff, tanto pela dificuldade da onda, quanto pela prevalecente presença de tubarões brancos na região. Só os surfistas mais radicais se arriscam na onda de três sessões de Shipstern. E logo atrás,  um dos mais conhecidos parques nacionais da Tasmânia, por sua beleza exótica, The Cape Raoul.

tasmânia, dicas da tasmânia, viagem para a tasmânia, o que fazer na tasmânia, surf na tasmâniaShipstern Bluff
tasmânia, dicas da tasmânia, viagem para a tasmânia, o que fazer na tasmâniaThe Cape Raoul

O acesso à ambos se dá a partir de uma trilha ou por meio de barcos. Mas infelizmente a trilha estava fechada quando fomos e não conseguimos conhecer!

No terceiro dia, recebemos uma carta na nossa barraca:

tasmania, dicas da tasmânia

”Vocês estão acampando numa área em que é PROIBIDO ACAMPAR (placa na entrada).

SEM FOGUEIRA!! Por favor arrumem suas coisas e saiam.

Acampamentos são permitidos em LimeBay, Fortescue.

Eu seriamente não quero voltar e ter que tirar vocês.”

– Mike Copping Ranger

E lá fomos nós de volta à Hobart!

Aproveitamos para descansar, tomar um baaaanho, fazer um passeio pela cidade e degustar o melhor hamburguer e milkshake da região no The Burger Haus.

dicas da tasmânia, tasmânia

No outro dia, saímos novamente em direção à Península para explorar tudo aquilo que não tínhamos visto antes. Visitamos Eaglehawk Neck, fechamos um passeio de barco para irmos além do que é visto em terra e fomos presenteados com vários golfinhos e focas ao nosso redor, além das incríveis obras naturais que envolvem a península.

tasmânia, dicas da tasmânia, o que fazer na tasmânia, aventuras na tasmânia, surf na tasmâniaEaglehawk Neck

tasmânia, dicas da tasmânia, o que fazer na tasmânia, aventuras na tasmânia, surf na tasmânia

tasmânia, dicas da tasmânia, o que fazer na tasmânia, aventuras na tasmânia, surf na tasmânia

tasmânia, dicas da tasmânia, o que fazer na tasmânia, aventuras na tasmânia, surf na tasmânia

Feito o tour pela Peninsula da Tasmânia, subimos ao pico mais alto de Hobart para fechar o dia apreciando o visual da cidade.

tasmânia, dicas da tasmânia, o que fazer na tasmânia, aventuras na tasmânia, surf na tasmânia

O que era pra ser um Surf Safari se transformou em incríveis vivências e visuais surpreendentes.

E no próximo dia, iríamos desvendar a WineGlass Bay, considerada como uma das 10 praias mais lindas do mundo. É! Realmente…

Pé na estrada logo cedo e após 3 horas, chegamos ansiosos pelo paraíso.

Subimos ao lookout (mirante) por uma trilha de meia hora e lá estava ela… WineGlass Bay… com sua beleza incansável… a qual poderia passar o dia sentada assistindo!

Em seguida, descemos em direção à praia por mais meia hora e assim pudemos não só admirar, mas aproveitar o lugar.

tasmânia, dicas da tasmânia, o que fazer na tasmânia, aventuras na tasmânia, surf na tasmânia

tasmânia, dicas da tasmânia, o que fazer na tasmânia, aventuras na tasmânia, surf na tasmâniaNão consegui  resistir o mergulho no mar… Quase congelei, mas quando é que eu teria a oportunidade de viver aquele momento novamente?

tasmânia, dicas da tasmânia, o que fazer na tasmânia, aventuras na tasmânia, surf na tasmâniaWineGlass mais de perto.

Enfim, paramos pra almoçar sobre as pedras com lanchinhos e frutas que havíamos levado e, encantados, nós  voltamos para casa.

Arrumamos as malas e partimos para mais uma aventura, totalmente diferente das demais. Mais uma surpresa, mais uma beleza e um desafio: escalar a Cradle Mountain, a montanha de maior altitude da Tasmânia.

Acampamos por três dias num Caravan Park, próximo às trilhas que haviam por ali. No primeiro dia, armamos as barracas e saímos para uma caminhada com o intuito de explorar a região. Fizemos três trilhas curtas, fomos à lojinhas artesanais  e aproveitamos pra comprar  toca e luvas pra suportar o frio que era lá em cima.

A caminhada foi recheada de gargalhadas, visuais lindos e animais selvagensss.

tasmânia, o que fazer na tasmânia, dicas da tasmânia

tasmânia, o que fazer na tasmânia, dicas da tasmâniaLogo que começou a escurecer, estávamos cansados e resolvemos  pedir  uma carona pra irmos embora. Ficamos impressionados, pois o primeiro carro que passou, em que acenamos, parou para nós. Eles estavam com o carro cheio de equipamentos de golf e fizeram questão de retirar tudo dos bancos para nos ajudarem.

Chegamos ao camping, preparamos um belo jantar e logo fomos descansar… Precisávamos recuperar o corpo para a tão esperada trilha, cuja duração é equivalente a 8 horas (4 horas de subida e 4 de descida). Entretanto, estava tãaao frio, que mal consegui dormir. A temperatura estava à 2 graus (sensação térmica de -13 rs).

Foi bizarro nadar em WineGlass Bay um dia e nos próximos dias, ver neve. EU VI NEVE PELA PRIMEIRA VEZ – com direito a guerrinha.

Mas nada tirou a magia do lugar. Simplesmente LINDO. E apesar da dificuldade da subida, do número de horas, do peso de todas as roupas que eu estava vestindo, mais água e alimento… eu estava presente em cada passo que eu dei,  senti e admirei toda a caminhada, até que chegamos a um patamar em que tivemos a vista completa da montanha, mas com uma neblina cobrindo o topo, o que nos impediu de subir até o pico mais alto, pois a visão estava bloqueada. Logo, sentamos e ficamos encantados, com sentimento de vitória.. e um suspiro de ‘‘Valeu a pena!”.

 Percebi o quão importante é  valorizar a caminhada e não apenas querer chegar ao topo, ao lugar mais bonito…

E assim é na vida!

tasmânia, o que fazer na tasmânia, dicas da tasmânia

tasmânia, o que fazer na tasmânia, dicas da tasmânia

tasmânia, o que fazer na tasmânia, dicas da tasmânia

Mas e as ondas? O Surf Safari?

Finalmente, Brunny Island. 

Foi nosso próximo e último destino pela tasmânia.

Acampamos num camping irado e saímos em busca de ondas. Pegamos um swell muito forte e eu só consegui entrar um único dia, que estava em torno de 4 pés (o que já é grande pra mim..ainda mais pra um lugar que eu não conheço).

E enfim, peguei a MELHOR onda da minha vida!

surf na tasmânia, tasmâniaSurf at Cloudy Bay

Doens’t matter se eu tive que tomar 3 banhos para tirar as algas que ficaram presas no meu cabelo. Valeu a pena!

surf na tasmânia, tasmânia

Além disso, dirigimos por volta da ilha inteira, paramos no Brunny Island Neck, onde pudemos ver os dois lados do oceano e…PINGUINS!

tasmânia, trip para a tasmânia

Não precisávamos de mais nada… VESTIMOS A ALMA!

nicole morelli

Nicole Morelli tem 18 anos e, apesar de nova, tem muitas histórias pra contar. Estudante de arquitetura, decidiu trancar a faculdade para se aventurar pelo mundo. Morou 6 meses na Austrália e hoje mora no Brasil, mas pensa em estudar e trabalhar fora para poder viajar e explorar a vida.

 

 

 

 

Quer compartilhar alguma viagem incrível, um esporte que praticou ou alguma experiência marcante?
Manda pra gente: contato@vestindoaalma.com.br
Confira o regulamento: http://vestindoaalma.com.br/voce-vestindo-a-alma-2/

Deixe seu comentário =)

Comentários